Home » Notícias » Pilotos da Yamaha Geração avaliam desempenho na 2ª etapa do Brasileiro de Motocross 2018

Pilotos da Yamaha Geração avaliam desempenho na 2ª etapa do Brasileiro de Motocross 2018

11 abril 2018

Corridas aconteceram na cidade de Rancho Queimado, Santa Catarina, nos dias 7 e 8 de abril

Os pilotos da Yamaha Monster Energy Geração disputaram o evento que teve presença de grande público e transmissão ao vivo no Facebook da Yamaha do Brasil.

Destaque para a estreia da categoria Elite MX, que uniu os melhores pilotos das classes MX1 e MX2 em uma bateria final repleta de emoções.

brmx2_campano-miguelcampano

“Foi uma corrida (bateria da Elite MX) muito difícil para mim. Na largada, caí batendo com outro piloto, fiquei em último, quase caí várias vezes e tinha muitos pilotos bons, tive que fazer várias ultrapassagens. Cheguei em terceiro, achei que poderia passar o Assunção, e até passei, mas ele me deu o troco, então ficamos em terceiro, mas estamos com ritmo e velocidade muito boa. Estamos felizes.”, relata Carlos Campano.

brmx2_jeanramos-miguelcampano

“Corrida difícil hoje. Duas belíssimas largadas, saí na frente, mas na terceira curva da primeira bateria me passaram, tentei imprimir um bom ritmo mas logo senti um pouco os braços, não estava bem solto e perdi um pouco de rendimento, terminando em quarto. Na segunda bateria, junto com a MX2, a largada era importante, consegui sair na frente mas rodei na segunda curva e tive que fazer uma prova de recuperação. Terminei em sétimo (na MX1, oitavo na Elite MX). Estamos na luta. Vamos seguir trabalhando duro para voltar ao topo nas próximas etapas.”, diz Jean Ramos.

brmx2_fabiosantos-miguelcampano

“Na primeira bateria, larguei na frente mas logo na quarta volta acabei levando um tombo bobo, demorei um pouco para voltar no ritmo, e no final da corrida consegui diminuir a diferença para o primeiro, mas já era tarde. Na segunda bateria, não tive uma largada muito boa, como as 450 largaram junto ficou ainda mais difícil. Mas estava chegando no primeiro colocado da MX2 durante a Elite MX, quando acabei levando outro tombo bobo, no qual a frente saiu e não deu tempo de salvar. Voltei bem atrás, perdi um pouco o ritmo, mas no final consegui voltar a andar bem. Salvei o segundo lugar da minha categoria. Hora de levantar a cabeça e ir ainda mais forte para a terceira etapa.”, conta Fábio Santos.

brmx2_tallys-miguelcampano

“Não consegui boas largadas neste fim de semana. No sábado ainda cai um tombo e fiquei com dores no pulso, mas mesmo assim foi possível conquistar o quarto na Nacional e o terceiro na MX2-Junior. Vamos seguir trabalhando!”, relata Tallys Nathan.

Créditos: Miguel Campano

Redação por: - Todos os direitos reservados.