Home » Notícias » Brasil começa no TOP 10 do Six Days da França

Brasil começa no TOP 10 do Six Days da França

29/08/2017

A Seleção Brasileira começou a 92ª edição do Internacional Six Days de Enduro – ISDE – com o pé direito. O time brasileiro fechou o dia no Top 10, com Bruno Crivilin e Rômulo Bottrel conquistando os melhores resultados para a equipe.

O primeiro dia do 92º FIM International Six Days Enduro (ISDE) em Brive, na França, trouxe um excelente resultado para a Seleção Brasileira, que é formada pelos pilotos Bruno Crivilin e Rômulo Bottrel, da Equipe Orange BH KTM Racing, e Gustavo Pellin e Diego Collet, da Equipe Sacramento. O time brasileiro conquistou a 10ª colocação na classificação por equipes. Nas categorias Individuais, Crivilin foi o 21º na Categoria E1 e Bottrel o 16° na Categoria E3. Na Classificação Geral, Crivilin foi o 51º e Bottrel o 64º. Cerca de 800 pilotos de trinta e um países estão acelerando nesta edição do Six Days.

O primeiro dia contou com duzentos e cinquenta e nove quilômetros de prova e cinco Testes Especiais Cronometrados. Bruno Crivilin – sem andar de moto desde seu acidente na Rômenia, quando venceu o Romaniacs-, sentiu o tempo parado e teve que conviver com as dores neste primeiro dia.

 “A prova estava bem legal, com especiais muito rápidas, mas era muito fácil cometer erros hoje. Acabei cometendo alguns, mas acho que não comprometeram tanto o resultado final. Temos que pensar a longo prazo, este foi apenas o primeiro dos seis dias. Senti bastante pelo tempo parado e a costela quebrada dói bastante. Mas com o decorrer da prova vamos nos encaixando melhor na moto e os resultados acabam aparecendo. Amanhã (29) o percurso é o mesmo de hoje, então dá pra tentar andar um pouco mais forte”, relatou Crivilin.

Já Rômulo Bottrel, apesar do bom resultado, teve seu dia comprometido por problemas mecânicos. A suspensão traseira apresentou problemas e ele teve que completar o percurso até o final, para então corrigir o problema. No Six Days, não basta só acelerar, o piloto tem que ser também um excelente mecânico, pois só ele pode dar manutenção na moto. Depois da prova os pilotos tem cerca de 13 minutos para arrumar a moto e deixá-la preparada para o próximo dia. Parece pouco tempo, mas Bottrel trocou o pneu traseiro, o filtro de ar, trocou o amortecedor traseiro e abasteceu a moto. E ainda sobrou tempo!

 “Estava confiante, andando muito bem. Na primeira especial fiz o oitavo tempo, mesmo errando um pouco. Tive um problema na suspensão traseira que comprometeu bastante, mas no fim do dia consegui trocar a suspensão, então largo tranquilo amanhã. Também troque o pneu traseiro e a moto está pronta pra gente tentar um melhor desempenho amanhã e ajudar o Brasil a conquistar um bom resultado. Acho que o fato de andar no mesmo percurso que andamos hoje ajuda também, a gente pode forçar um pouco mais.”, resumiu Bottrel.

 JS- AGO17 -ISDE 046

Nesta terça-feira, os pilotos enfrentam novamente o mesmo percurso do primeiro dia, com duzentos e cinquenta e nove quilômetros de prova.

A Equipe Orange BH KTM Racing tem patrocínio da KTM Brasil, Borilli Racing, ASW, Motul, BrParts, Dragon, Gaerne, Exceed, MrPro, BMS Racing, USWE, Academia do PIC e Alex Design. Pertence ao Grupo Orange, que distribui no Brasil com exclusividade as marcas Airoh e Kini Red Bull. São mais de quatro mil produtos nas concessionárias Orange BH KTM, O2BH Yamaha e O2BH Kawasaki, que se localizam em Belo Horizonte e possuem juntas 1.650m2, a maior loja do segmento no Brasil. Mais informações em orangebh.com.br ou o2bh.com.br.

 

Crédito das fotos: Janjão Santiago

Redação por: - Todos os direitos reservados.

Bitnami